Logo do cpf
Edifício Aberto para todos

Percurso Acessível
 
 
    Lamentamos informar que em 2017, na sequência dos trabalhos de reabilitação da nossa sede, poderemos não conseguir assegurar, em algumas fases, as condições necessárias para visitantes com mobilidade reduzida. Assim previsivelmente o Percurso Acessível poderá estar condicionado até ao final das obras.

Por este motivo sugerimos que previamente a qualquer deslocação ao CPF contacte os nossos serviços através do telefone n.º 220046300 ou por mensagem para mail@cpf.dglab.gov.pt para se informar do ponto da situação no que respeita à acessibilidade do edifício sede do CPF.

Convictos da importância da promoção da acessibilidade, enquanto imperativo de cidadania, e conscientes do longo caminho a percorrer, o CPF disponibiliza o Percurso Acessível, documento que identifica os espaços físicos acessíveis ao público com mobilidade reduzida, com o objetivo de facilitar a visita ao Edifício da ex-Cadeia e Tribunal da Relação do Porto.

Todas as áreas visitáveis e de serviços são acessíveis: o Centro de Exposições, que inclui o Núcleo Museológico António Pedro Vicente, em todos os Pisos, a Loja no Piso 1 e a Unidade Informativa/Biblioteca Pedro Miguel Frade e a Secretaria, no Piso 2.

O Percurso Acessível é o seguinte:

Entrar no CPF

No exterior do edifício, tem uma rampa de acesso do lado esquerdo, em pedra de granito com 2,58 x 1,08.
A entrada e saída do edifício faz-se através de duas portas de vidro com 1,30m de largura cada uma, com abertura para o exterior.

Mover-se no CPF

No 1º piso, temos o Centro de Exposições e a Loja.
O acesso ao Pátio dos Presos é feito através de uma plataforma de escada fixa Modelo T-100, para vencer o desnível de 9 degraus, com capacidade para 1 pessoa e 225 kg.
Existe WC próprio, neste momento inactivo (sem previsão de reabertura), e babyminder.
Nas enxovias de Santa Ana, Senhor de Matosinhos e de Santa Teresa o acesso está assegurado, bem como na Loja.
Nesta data, não são acessíveis a Enxovia de Santo António, o Átrio e a Sala Aurélio da Paz dos Reis.

No 2º piso, temos o Centro de Exposições, a Unidade Informativa/Biblioteca Pedro Miguel Frade e a Secretaria.
O acesso ao 2º piso pode fazer-se por 2 elevadores, e depois está assegurado às áreas mencionadas:
- Elevador – 630 kg, 6 pessoas, largura de 80cm;
- Elevador monta-cargas – 800 kg, 10 pessoas, largura de 79cm;
Neste momento, o acesso ao Átrio e à Sala do Tribunal, está condicionado por um desnível de 24,5cm.

No 3º piso, temos o Núcleo Museológico António Pedro Vicente do Centro de Exposições.
O acesso ao 3º piso pode fazer-se pelos mesmos 2 elevadores. Regista-se um pequeno desnível de 3cm no acesso ao Núcleo.


A primeira experiência do Percurso Acessível do CPF foi efetuada no dia 16/10/2013 com visitantes da Aspace Bizkaia em parceria com a Waterlily – turismo especializado. A mesma encontra-se documentada em imagens na página do Centro Português de Fotografia no facebook.